Compartilhar share

Nutricionistas buscam alternativas saudáveis para o uso de açúcar nas escolas da região

Publicado em 26/11/2021 às 14:12 - Atualizado em 26/11/2021 às 16:08

Nesta quarta-feira, 24,  os nutricionistas que compõem o colegiado da Associação dos Municípios do Planalto Norte - Amplanorte estiveram reunidos por meio da plataforma virtual “Zoom”, para discutir as ações do colegiado na região.

A reunião se iniciou com os participantes comentando os efeitos do evento "Encontro Nutricionistas e Gestores da Educação Planalto Norte" que foi promovido pela Amplanorte no mês passado.

Os nutricionistas citaram o comum excesso na utilização do açúcar branco nas escolas, que pode trazer diversos malefícios à saúde, para eles mudar esse cenário é um trabalho que deverá ser realizado pensando a longo prazo, dado que é uma ideia já enraizada na cultura das escolas.

"Nós, como nutricionistas, estamos sempre buscando alternativas saudáveis, para substituir esses doces, e conscientizar os professores, diretores e todos os funcionários das escolas, sobre a importância de seguirem as nossas orientações, principalmente no caso da restrição do açúcar”, ressaltou a presidente do colegiado, Dayane Suchara Nunes.

O grande desafio não é somente diminuir o uso, mas retirar totalmente o açúcar dos cardápios dos Centros de Educação Infantil Municipais, pois segundo a nova resolução do PNAE n°06/2020, está proibida a oferta de doces e açúcar para menores de 3 anos. 

“Sabemos que o açúcar traz inúmeros malefícios à saúde, mas, na maioria dos municípios é cultural servir doces para as crianças nas datas festivas, como Páscoa, Dia das Crianças, entre outros feriados”, explicou a presidente.

Durante o encontro, foi realizada uma apresentação da nutricionista Jaqueline da Cooper Rio Novo, que falou sobre alternativas naturais que podem substituir o açúcar branco,  como a farinha de banana verde, biomassa de banana verde e algumas opções de biscoitos sem adição de açúcar, que poderão ser incluídos nas Chamadas Públicas nos próximos anos.

"A biomassa de banana verde consiste em uma preparação feita através da polpa das bananas verdes cozidas. Rica em amido resiste, vitaminas e minerais, que auxiliam na saúde intestinal, no fortalecimento do sistema imunológico, na prevenção do diabete tipo 2 e na diminuição dos níveis de colesterol", explicou Jaqueline sobre um dos itens da apresentação.

"A adição de biomassa de banana verde, tem por objetivo manter os produtos comuns na panificação convencional com um toque mais nutritivo, sem perder a qualidade, sabor e tradição dos produtos", completou a nutricionista.

Os membros do colegiado por fim, realizaram o planejamento das atividades do grupo para o próximo ano, a ideia é realizar um workshop com cases de sucesso envolvendo toda a esfera educacional dos anos iniciais, para que os municípios estejam mais engajados nas propostas de alimentação saudável.

"É necessário mudar nossa cultura, temos que promover uma alimentação correta desde de cedo,  para que nossas crianças cresçam e se desenvolvam saúdaveis", finalizou o presidente da Amplanorte, Luiz Henrique Saliba.

A Amplanorte seguirá trabalhando para defender e atender os interesses e demandas dos municípios da região. Para saber mais sobre os eventos e ações que acontecem na associação dos municípios do planalto norte, continue acompanhando as mídias da Amplanorte.

Acesse:  www.amplanorte.org.br/.