Major Vieira

Major Vieira traz novidades na forma de realizar a assistência social em meio à pandemia

Publicado em 07/08/2020 às 09:06 - Atualizado em 07/08/2020 às 09:25

A pandemia mundial da COVID-19 está mudando a forma com que nos relacionamos, trabalhamos e interagimos. O momento para a Assistência Social, que além das dificuldades diárias da política, agora precisa lidar com novos desafios frente ao avanço do coronavírus. A grande pergunta que fica: Como continuar atendendo as demandas da assistência social, mantendo o compromisso com segurança e distanciamento social?

Segundo dados da Organização das Nações Unidas (ONU), as populações em situação de vulnerabilidade social são as mais atingidas pela Covid-19. Desse modo, a Amplanorte continua prestando assessoria aos profissionais que trabalham no SUAS, na realização do plano de contingência, possibilitando o acesso aos direitos da população nos municípios que compõem a entidade.

 

Sobre o projeto

O município de Major Vieira transformou as ações de organização que trabalha a segurança de acolhida e convivência dos serviços de proteção social básica do SUAS. Então os Serviços de Convivência e Fortalecimento de Vínculos- SCFV e do Serviço de Proteção e Atendimento Integral à Família - PAIF que eram realizados na sede do CRAS, estão sendo feitos a distância.

O projeto inovador entregará para as famílias atendidas pelo CRAS, diversas atividades como: raspadinhas, quebra-cabeças, cruzadinhas, jogos, produção de artesanatos, plantio de arvores, e demais exercícios que estimulem laços e vínculos familiares.

“O projeto segue um cronograma diário de atividades a serem feitas em família ou individualmente, cada kit foi planejado de acordo com a realidade de cada família, considerando a composição familiar, bem como possíveis limitações através de materiais adaptados”, explica a coordenadora do CRAS, Aline Krisan.

 

Trabalho pioneiro

"A iniciativa nasceu após a paralisação das atividades presenciais que eram realizadas no CRAS. Em reunião com a equipe técnica surgiu a ideia de expandir os desafios e atividades que já eram aplicados com o grupo de idosos no município", completou Lucilda Chagas, assistente social do município.

As atividades são simples, de fácil entendimento e divertidas, podendo ser feitas individualmente ou em conjunto com o grupo familiar dependendo da proposta da atividade. Elas serão entregues nas próprias residências dos participantes, junto de todas as instruções e ao final a ideia é que os participantes gravem o preenchimento para compartilhar com os demais.

“Pensando no momento atual que vivemos, foram enviados para as crianças e adolescentes do Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculos - SCFV, atividades bem lúdicas e prazerosas. O objetivo é fazer os participantes saírem da rotina”, explicou Charlene Bueno, orientadora social de Major Vieira.

O trabalho do município de Major Vieira se destaca com uma inovadora iniciativa em Santa Catarina e já tem sido estudado por outras regiões que devem aplicar o mesmo modelo em sua população.

“Temos o trabalho fundamental de possibilitar o acesso aos direitos às pessoas que procuram ou estão em nossos espaços de trabalho. A equipe do município de Major Vieira foi muito criativa ao transformar o escopo de trabalho, e ao mesmo tempo, adequando às ações no contexto de distanciamento social", disse a assessora de políticas publicas da Amplanorte, Valéria Grossl Mendes da Silva.

 

Para saber mais sobre os eventos e ações que acontecem na associação dos municípios do planalto norte, continue acompanhando as mídias da Amplanorte.

 

Acesse:* www.amplanorte.org.br/.

 

Assessoria de Imprensa

AMPLANORTE